(21) 2220-3300
New here? Register. ×

A Copa da Rua

seja o primeiro a comentar
04nov

Grupo de estudantes da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch, da rede Faetec, acaba de produzir o vídeo A Copa da Rua. Trata-se de um documentário que traz o futebol de uma forma diferente. Dribles. Gírias. Regras. Histórias de jogadores que veem no futebol um futuro melhor, onde a bola é o lápis que traça o destino rumo ao sucesso. O local não importa na hora de mostrar o seu talento, seja na rua, na praia, na quadra ou no campinho. O curta foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Arquivo.

Confira, abaixo, um relato de um dos integrantes do grupo: Pedro Lucas.

Por Pedro Lucas
Estudante da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch

O curta A Copa da Rua foi um projeto produzido por nós, alunos do curso de Produção de Áudio e Vídeo na Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch (Eteab), para a matéria de Produção Executiva da instituição, na qual contamos com auxílio de agências de comunicação e parceiros para alcançar o objetivo. A pré-produção durou cerca de um mês e meio, onde pesquisamos aspectos específicos do futebol de “rua” em várias áreas do Rio de Janeiro, seguido por roteirização, escolha de trilhas sonoras e locações.

A produção contou com duas semanas de duração, em que a equipe precisou se locomover por diversas áreas do estado do Rio de Janeiro realizando as gravações. Cada lugar foi um novo aprendizado, pois aprendemos com nossos erros e aprimoramos nossos acertos. Foi a primeira produção externa e de tamanha magnitude da produtora Storm Productions, criada e formada por nós, estudantes da Eteab.

Passamos por dificuldades durante a produção, por que estávamos dependentes de equipamentos de terceiros. Também vivenciamos problemas com cartões de memória e de mobilidade, sem contar os contratempos de segurança sobre o qual passamos com equipamentos em campo.

A pós-produção levou um mês para ser concluída, pois havia muito material gravado em tempo tecnicamente curto para ser alcançado. A edição foi realizada com toda a equipe presente, para opinar e auxiliar o editor. Ao término da edição observamos cada ponto da gravação mais atentamente, vendo o que poderia ser melhorado.

Tendo ciência que tudo estava correto, principalmente as questões de luz e cor, que foram as que mais nos deram trabalho ao logo da pós-produção devido as trocas de tempo que tivemos no dia de cada gravação, conseguimos finalizar o documentário e obter sucesso na nota final de avaliação.

Participar da produção foi bem legal, pois ganhamos muita experiência durante todo o possesso de gravação, desde o primeiro dia de pré-produção ao último dia da pós-produção. Montamos o documentário com o objetivo de mostrar aos telespectadores os tipos de “peladas” que ocorrem em diversas cidades do Rio de Janeiro e os estilos diferentes de se jogar futebol em diversos locais. A intenção também era mostrar as gírias usadas pelos jogadores, os dribles, as posições no jogo e as histórias de algumas pessoas que fazem do futebol um pedaço de sua história.

Foi muito gratificante ter sido selecionado para a mostra  do Festival Internacional de Cinema de Arquivo, promovido pelo Arquivo Nacional.  É muito bom ver o resultado de todo o esforço da equipe para o sucesso do documentário. A exibição acontecerá no dia 13 de novembro, às 10h30, no próprio Arquivo Nacional, que fica na Praça da República, 173, Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.