(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Planejar indica a certeza de que há um caminho a seguir

3 comentários
Publicado em Artigos
20jan

Por Vânia Musse
Professora Rede do Estado do Rio de Janeiro
Em qualquer atividade, o ser humano tem, no planejamento, a maneira de saber que seu objetivo será atingido. Mas atento ao fato de que um planejamento precisa levar em conta a flexibilidade, que possibilitará sua alteração parcial ou total. O que não se pode é perder o foco do que se quer atingir.

O planejamento de uma escola é o ponto principal para a sua qualidade de gestão e, consequentemente, da qualidade do ensino. O importante é que esse planejamento seja feito levando-se em conta as sugestões dos membros da equipe, nos seus variados setores de atuação. Quando todos participam, as responsabilidades para se alcançar às metas tornam-se compromisso de todos.

A partir do planejamento da unidade escolar, iniciam-se os planejamentos mais específicos, onde o ideal é que seja feito pelo grupo de professores seja por série ou disciplina. O importante é que se perceba a unidade, coerência e integração. Não se pode esquecer que o conhecimento é um todo e precisa acontecer de forma plena. Não se pode limitar a aprendizagem a uma determinada série ou disciplina sem levar em conta o entrelaçamento que ela sugere.

O planejamento do professor é a última etapa, mas é o mais decisivo. É o professor que está na ponta desse processo. De sua atuação dependerá efetivamente todo o planejamento da escola. A cada turma caberá um planejamento, pois as turmas se diferem. Além disso, dentro da própria turma o planejamento precisará ser adequado, levando-se em conta as individualidades dos alunos.

Para que um planejamento esteja fadado ao sucesso é imprescindível que se faça inicialmente uma observação detalhada sobre uma série de fatores. Entre eles: a realidade material; os recursos humanos; o cronograma; o público-alvo; o objetivo; e a observância de alterações previstas.

Por exemplo, o planejamento do meu projeto de sala de aula, do ano passado, partiu da constatação, através de pesquisa feita, da subutilização do aparelho celular pelos professores. Levando-se em conta o grande acesso dos alunos a essa mídia, a proibição de seu uso em espaço escolar, a necessidade da escola em preparar o aluno para a sociedade informatizada, achei importante fazê-lo.

Para isso, é essencial que o professor entenda que a educação precisa acompanhar a modernidade, trazendo para dentro da escola as possibilidades pedagógicas das mídias. Dessa forma, alguns desafios serão travados. Neste sentido, iremos tornar o professor mais acessível ao novo paradigma pedagógico; incentivá-lo a se capacitar para a utilização das mídias; oferecer a capacitação de acordo com a sua disponibilidade de tempo; ajudá-lo na implantação das atividades propostas na oficina; e criar possibilidades para a divulgação do seu trabalho.

3 thoughts on “Planejar indica a certeza de que há um caminho a seguir

  1. Parabéns pelo artigo. Quais foram as ações tomadas com respeito a utilização do aparelho celular? Haroldo

  2. Olá, Vânia!
    Seguem mais informações sobre o livro que citei sobre “Planejamento em sala de aula”

    PLANEJAMENTO NA SALA DE AULA
    DANILO GANDIN, CARLOS HENRIQUE CARRILHO CRUZ
    Ed. Vozes

    Este é um livro crítico e ao mesmo tempo construtivo, por abrir perspectivas e apontar caminhos sólidos para o trabalho quotidiano do professor na sala de aula. O planejamento na sala de aula, na forma em que é abordado nesta obra, apresenta uma forma concreta de realizar o projeto político-pedagógico da escola. Baseado no planejamento participativo, o autor descreve uma ferramenta que orienta “o que” e “para que” fazer, ajudando escolas a se engajarem na construção de uma nova realidade.
    É sempre bom lermos, analisarmos o conteúdo exposto e tirarmos nossas conclusões. Ideias nunca são demais.
    Abs,
    Maria do Carmo

  3. Olá, colega! Parabéns por planejar este artigo e colocá-lo aos nossos olhos. O assunto PLANEJAR é muito importante em todos os caminhos de nossa vida. Deixo aqui um pequeno comentário:

    O trabalho do educador é tão complexo e importante que não pode ser improvisado. Cada professor, conhecendo os alunos com os quais trabalhará, tem de saber o que vai ensinar, para quê e como fará isso ao longo do trabalho educativo. Assim também, a escola como um todo, a partir das diretrizes gerais para a rede pública, define-se estabelecendo prioridades e ações, ou seja, seu Projeto Escolar.
    Para se conseguir atingir mudanças é importante planejar que é prever e organizar as ações com determinadas finalidades. Sem planejamento é difícil dar conta do recado.
    O livro “Planejamento em sala de aula”, aborda as situações ocorridas em sala de aula devido ao mau planejamento das atividades ou a ausência de um planejamento, evidenciando sua importância, fazendo um detalhamento do mesmo e apontando caminhos para a práxis pedagógica. Gandin e Cruz afirmam que o planejamento deve ajudar a decidir “o que se vai fazer” e “para que fazê-lo”, só através dessas consciências o planejamento terá efeito e haverá transformação e conhecimento. “o planejamento de sala de aula, deve resgatar o sentido social do trabalho escolar, deve ser instrumento metodológico da realidade, de idéias que superam o mero domínio cognitivo de informações”. O que reflete-se na idéia de que a educação não é apenas transmissão de conteúdos. É sim, ensinar a construir a história, não impô-la e exige organização e respeito.
    Grande abraço e muito sucesso para você, Vânia!
    Maria do Carmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.