14 anos de Fil

Mais uma vez subvertendo o conceito de entretenimento e investindo em uma programação de criações que apostam na mistura de linguagens, chega ao Rio a 14 edição do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens – o Fil. De 30 de setembro a 9 de outubro, artistas da França, Bélgica, Peru, Bósnia, Finlândia, Dinamarca, Canadá e claro, do Brasil, vão se apresentar em pré-estreias teatrais, lançamento de livros de HQ, exposições, performances, rodas de conversa com grandes artistas da cena de renome internacional e surpresas ao ar livre. “Há um tanto de tudo no FIL: reflexão, profundidade, contundência, inovação e entretenimento para toda a família; da primeira infância à adolescência e fervelhescência”, brinca a diretora do Festival Karen Acioly.

Em seu 14 ano, o festival assume seu apelido FIL. Como um adolescente inquieto, sem sobrenome, em plena transformação.  Sua identidade múltipla revela ainda mais a intensa transformação no corpo, na alma, na origem pulsante e irreverente do festival. Intercâmbio: troca, conversas, convergência, parcerias, colaboração, mistura alquímica, diversidade, cruzamento de mundos, espaço das “coisas que não têm nome”. Tudo isto é o FIL e sua proposta rara, de trazer cada vez mais gente para a arte, para assistir, para participar e para criar junto.

A programação completa pode ser conferida no site www.fil.art.br.

“O FIL convida o público a se divertir, experimentar, e desafia você a refletir sobre sua identidade e sobre o lugar que deseja ocupar no mundo. O Festival poderá acontecer a seus pés, em todos os sentidos e também ao pé dos seus ouvidos”, complementa a diretora. Nesse ano, a programação estará concentrada no Oi Futuro Flamengo, Oi Futuro Ipanema, Espaço Cultural Sergio Porto, Jardim Botânico e Espaço Tom Jobim. Todos os ingressos do FIL são vendidos a preços populares: R$20 inteira e R$10 a meia. Muitas das atividades são gratuitas.