(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Dupla colombiana conquista o primeiro lugar na competição Go Green 2020

seja o primeiro a comentar
31out

Inscrições para a próxima competição, abertas em setembro, seguem até março de 2021

Foto Capa – Dupla colombiana vencedora do Go Green 2020 (Divulgação Schneider)

Líder em transformação digital e gerenciamento e automação de energia, a Schneider Electric lança a nova edição de seu concurso universitário Go Green, que está com as inscrições abertas. Os vencedores da competição poderão escolher uma viagem para um dos seguintes países: Boston, Londres, Nova Delhi, Paris ou Xangai, onde poderão conhecer lideranças, fábricas e polos de inovação da Schneider.

Primeiramente, os participantes fazem uma pré-inscrição pelo site e, após a etapa de triagem, os projetos selecionados têm até o dia 26/03/21 para serem enviados. Podem participar da competição estudantes que estejam cursando o segundo ano de graduação ou cursos de pós-graduação, MBA ou mestrado.

Em sua última edição, de 2020, a equipe vencedora foi a Groon, da Universidade Nacional da Colômbia. O Brasil também teve destaque no Go Green 2020 conquistando o segundo lugar na final regional com o projeto GreenShare. A tecnologia, apresentada pela equipe brasileira, é um sistema inteligente de gerenciamento e comércio energético que permite aos usuários armazenar energia renovável para usá-la durante os horários de pico. Além disso, torna possível compartilhar o excedente de energia com seus vizinhos por meio de um aplicativo. Fazem parte da equipe Daniele Kuchenbecker, da Universidade Federal de Santa Catarina, e Levi Faria, da Universidade de Campinas.

Mayara Viana, líder do Go Green na América do Sul. Foto: Divulgação Schneider

“O principal objetivo do concurso é estimular e apoiar o desenvolvimento de projetos que tenham propósitos voltados a resolver as necessidades das comunidades locais, associando tecnologia ao exercício da cidadania. Um dos indicadores de performance da competição é como a empresa recruta esses estudantes, uma vez que uma de nossas metas é atuar como marca empregadora”, destaca Mayara Viana, líder do Go Green na América do Sul.

Em 2020 aconteceu a 20ª edição do Go Green na América do Sul. Foram 2000 ideias apresentadas, 175 países representados, proporcionando networking e aprendizado. A final de 2020, inicialmente marcada para acontecer em Las Vegas, nos Estados Unidos, foi realizada pela primeira vez, virtualmente, devido à pandemia da Covid-19, durante a edição deste ano do evento global de negócios Innovation Summit.

Dupla vencedora de 2020
Os ganhadores foram Angie Redondo, da cidade de Antioquia, e Jorge Polo, de Medellín. Eles apresentaram um projeto de pesca sustentável, com foco na comunidade de Bojayá, que vive no Rio Atrato, próximo à costa do Pacífico da Colômbia. A economia da região é baseada em pesca e agricultura, e hoje 22% da produção pesqueira local é desperdiçada por insuficiência de refrigeração elétrica. A ideia da equipe Groon oferece uma solução inovadora de acesso à energia e um modelo de negócios sustentável para os pescadores de Bojayá.

Além disso, os estudantes apresentam uma abordagem circular de seis etapas, que inclui o uso de técnicas tradicionais de pesca, aplicação de cotas sustentáveis e reciclagem de resíduos de peixes como biocombustível. Abrange ainda a instalação de refrigeração movida a energia solar e desenvolvimento de cadeias de abastecimento locais. Além do acesso confiável à energia renovável, o projeto Groon reduz as emissões de CO2 da indústria pesqueira local em 4,3 toneladas e preserva as tradições culturais da área.

A tecnologia é um sistema inteligente de gerenciamento e comércio energético que permite aos usuários armazenar energia renovável para usá-la durante os horários de pico. Além disso, torna possível compartilhar o excedente de energia com seus vizinhos por meio de um aplicativo. Fazem parte da equipe Daniele Kuchenbecker, da Universidade Federal de Santa Catarina, e Levi Faria, da Universidade de Campinas.

Ideias ousadas para remodelar o futuro
Por causa da pandemia da covid-19, os 16 finalistas do Go Green 2020, inclusive equipes da China, Colômbia, Egito, Hong Kong, Índia, Indonésia, Rússia e EUA, apresentaram suas ideias de maneira remota a um júri de executivos da Schneider Electric. Para a edição de 2021, os estudantes sulamericanos interessados podem se registrar pelo site, acessando (https://gogreen.se.com/en/challenges/2021-south-america).

Segundo Mayara, “desde 2011, incentivamos a identificação de líderes regionais com o objetivo de promover o desenvolvimento de lideranças locais que possam transformar a realidade nas quais estão inseridas. A competição preza ainda pela equidade de gênero. Um dos critérios é que em cada dupla tenha uma mulher, uma vez que entendemos a importância de uma atuação consciente para incentivar a inserção das mulheres no setor de tecnologia e engenharia”, aponta.

O Schneider Go Green atrai estudantes de todo o mundo. Mais de 117.400 alunos enviaram 21.700 ideias de projetos. Só em 2020, mais de 24.400 alunos de 172 países participaram da competição, com quebra de todos os recordes anteriores.

Signatária do Pacto Global da ONU, a Schneider desenvolve ações relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Por isso, busca uma atuação engajada pelas causas de igualdade de gênero, energia limpa e acessível, cidades e comunidades sustentáveis, consumo e produção responsáveis e parcerias e meios de implementação.

“Match” tecnológico
Um novo recurso adicionado à plataforma da competição permite que os inscritos encontrem outras pessoas e se conectem. A triagem das duplas selecionadas é feita por colaboradores da empresa, que selecionam as dez melhores equipes da América do Sul. Mais de cem países participam da competição.

Após a formação das duplas, mentores da empresa vão se conectando a elas de acordo com a categoria do projeto inscrito. Conheça as categorias: https://gogreen.se.com/en/challenges/2021-south-america/pages/categories?lang=en. O objetivo é proporcionar suporte ao desenvolvimento dos projetos até a etapa final.

Em 2021, uma parceria com a AVEVA, líder global em software para engenharia e indústria, dará aos participantes a oportunidade de apresentar suas soluções aos principais líderes da indústria e receber orientação de especialistas e profissionais, principalmente nas áreas de tecnologia, engenharia, matemática, administração e marketing. Posteriormente, as soluções selecionadas podem ser incubadas pela Schneider por meio de parcerias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *