Museu Nacional Vive

Segue até o dia 29 de abril a primeira exibição pública de uma centena de peças salvas do trágico incêndio que atingiu o Museu Nacional em setembro de 2018. A exposição “Museu Nacional Vive – Arqueologia do Resgate” parte da tragédia para apresentar – por meio de um conjunto representativo de itens resgatados dos escombros e outros preservados – que o museu continua vivo e produzindo conhecimento.

A mostra que apresenta cerca de 180 itens, dos quais 103 foram resgatados após o incêndio ocupa duas salas do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Sob curadoria da Comissão de Resgate do Museu Nacional, as demais peças expostas estavam fora da área do incêndio ou emprestadas. O conjunto contempla todas as áreas de pesquisa da instituição: Antropologia, Botânica, Entomologia, Geologia e Paleontologia, Invertebrados e Vertebrados.

Entre os itens em exibição estão o Meteorito Santa Luzia, animais taxidermizados, o crânio de um jacaré-açu, ânforas, lamparinas e vasos romanos e etruscos, pertencentes às coleções de Dom Pedro II e da Imperatriz Teresa Cristina, e esculturas de Shabti de Haremakhbit de faiança, do Egito Antigo, entre outros.

Serviço:

Onde? Rua Primeiro de Março, 66 – Centro

Quando? Quarta a segunda

Horário? 9:00 às 21:00 horas

Quanto? Entrada Franca