(21) 2220-3300
New here? Register. ×

“News” vs “Fake News” e no meio, as crianças

seja o primeiro a comentar
Publicado em Destaques, Matérias
  • Notícia no WhatsApp
26set

Dicas metodológicas e sugestões de atividades para otimizar a relação das crianças com a enxurrada de notícias às quais estão expostas

Em pleno século XXI, no ápice da tecnologia digital, em maior ou menor grau, a mídia faz parte da vida das crianças. Assim como a escola ou a família, os diferentes meios digitais participam da formação dos seus filhos e alunos direta ou indiretamente.

As crianças são, naturalmente, curiosas e atentas às informações ao redor delas. Além disso, é nessa fase da vida que elas começam a formar suas perspectivas, seus valores, suas crenças e, acima de tudo, sua interpretação de mundo. Por isso, a relação das crianças com as notícias deve ser objeto constante de reflexão e aprimoramento conforme as tecnologias de informação vão se tornando mais abrangentes e instantâneas.

Um artigo da professora portuguesa Patrícia Silveira, da Universidade do Minho, destaca alguns desafios metodológicos importantes no empoderamento das crianças frente ao turbilhão de notícias e informações que chegam até elas.

A primeira preocupação deve ser ainda com as crianças mais novas: como se distingue fato e ficção?

Não é difícil a gente perceber que até para os adultos essa fronteira entre ficção e realidade parece bem tênue nos últimos tempos. Uma pesquisa conduzida pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) afirma que as notícias falsas (ou as “fake news”, conforme termo popularizado pelo presidente americano Donald Trump) têm até 70% mais chance de serem espalhadas do que notícias verdadeiras.

Isso mostra que um ponto muito importante na alfabetização moderna é ajudar as crianças na formação de suas ideias sobre verdade e informação crível. Tão cedo quanto possível, é importante que as crianças desenvolvam a capacidade de analisar e criticar os conteúdos para então distinguirem o que é verdadeiro do que é falso.

Ainda de acordo com o artigo, é importante que a formação intelectual das crianças seja acompanhada de conhecimentos sobre o funcionamento da comunicação e das mídias. Conforme as crianças crescem, conceitos como jornalismo, opinião editorial, fonte de informação e imparcialidade são cada vez mais imprescindíveis ao desenvolvimento da autonomia para fazer escolhas, concordar ou discordar das notícias às quais estão expostas.

Algumas atividades são sugeridas para as crianças, tanto na sala de aula quanto dentro de casa. Que tal expor notícias de diferentes fontes para a criança, e conduzir um exercício em que ela enxerga as diferenças de abordagem de um mesmo fato? Perguntas simples sobre o conteúdo podem desenvolver a competência de análise crítica, como: esse tema é do seu
interesse? Ele influencia algo em sua vida?

Outro tipo de atividade construtiva é dar às crianças um assunto e pedir que elas mesmas levantem informações relacionadas. Notícias, artigos, vídeos,enfim, todo formato ao qual elas tenham acesso, fazendo essa pesquisa sem supervisão ou orientação. A parte fundamental deste exercício é ajudar os alunos a verificar a credibilidade das fontes, a aprofundar suas pesquisas para além de manchetes e a pensar criticamente sobre o conteúdo que a internet disponibiliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.