(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Prêmio Shell

seja o primeiro a comentar
10set

Com um projeto sobre a eletroquímica, o professor de ciências Saulo Paschoaletto, do CIEP 456 Marco Polo, localizado no bairro Cantagalo, em Três Rios, município do Rio de Janeiro, ficou em primeiro lugar na categoria Ensino Médio da última edição do Prêmio Shell de Educação Científica. Com seus alunos, ele produziu, por meio de componentes químicos, equipamentos que geram corrente elétrica. Trabalhou com pilhas, celulares, tablets e produtos de limpeza.

Quem tem algum trabalho na área ou que contemple Matemática, Ciências, Biologia ou Física pode fazer que nem o professor Saulo: participar do Prêmio, só que da edição deste ano. É preciso apenas que o projeto de sala de aula tenha sido desenvolvido no ano letivo de 2016 ou 2017.  As inscrições vão até o dia 13 de outubro.

O Prêmio, que é dividido nas categorias Ensino Fundamental II (professores de Ciências e Matemática) e Ensino Médio (professores de Biologia, Física, Química e Matemática), busca contemplar educadores que pensam diferente, que transformam a sala de aula em um ambiente inovador e criativo, tornando os estudantes interessados pelo conhecimento científico.

Os três primeiros colocados de cada categoria vão ganhar um prêmio em dinheiro e uma viagem educativa para Londres, na Inglaterra, onde farão uma imersão ao mundo das ciências, com atividades, palestras e visitas a museus e diversas organizações educacionais.

Além disso, as escolas dos professores premiados também ganharam prêmios. Escolas dos primeiros colocados levarão um kit de robótica, um laptop e um projetor multimídia. Já as os segundos colocados ficarão com um laptop e um projetor multimídia, e por fim, as escolas dos terceiros colocados ganharão um projetor multimídia.

Para mais informações acesse o site: www.premioshelldeeducacaocientifica.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *