(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Quem controla a mídia?

seja o primeiro a comentar
Publicado em Destaques, Matérias
07nov

Foi lançado no dia  31/10, em São Paulo, levantamento que revela quem são os proprietários de mídia no Brasil. A pesquisa, produzida pelo Intervozes em parceria com a Repórteres Sem Fronteiras, investigou os 50 maiores veículos de mídia impressa, rádio, televisão e internet. O lançamento foi marcado por coletiva de imprensa e debate com pesquisadores envolvidos no projeto e outros especialistas convidados. O mapeamento está disponível em português e inglês no endereço: quemcontrolaamidia.org.br

Segundo André Pasti, integrante do Intervozes e coordenador da iniciativa, “o objetivo é tornar acessível à população brasileira dados que apontem o perfil desses grupos levando em conta características econômicas, políticas e regionais. É fundamental para a democracia que a gente saiba quem produz os conteúdos que chegam até a gente”, defende. A pesquisa selecionou 50 veículos ou redes baseados em critérios de audiência, alcance e relevância para a formação de opinião. Dessa maneira, foram analisadas as redes de televisão aberta Globo, SBT, Record, Band, RedeTV!, RecordNews, TV Brasil, Rede Vida e Gospel, assim como os veículos de televisão paga Globo News e Band News; as redes de rádio Jovem Pan, Gaúcha Sat, Band FM, Globo AM/FM, Transamérica, Mix FM, CBN, Rede Católica de Rádio, Rede Aleluia, Bandeirantes, BandNews e Novo Tempo; os portais Globo.com, UOL, Abril, IG, ClicRBS, Estadão, R7, Revista Fórum, O Antagonista e BBC; as revistas Veja, Época e IstoÉ e os jornais Folha de S. Paulo, O Globo, Super Notícia, O Estado de S. Paulo, Zero Hora, Extra, Diário Gaúcho, Agora São Paulo, O Estado de Minas, Valor Econômico, Correio Braziliense, O Tempo, Correio do Povo e Daqui.

O Brasil é o 11º país a receber o Monitoramento da Propriedade da Mídia (Media Ownership Monitor – MOM), que já ocorreu em lugares como Colômbia, Tunísia e Hungria.vive, preside desde 2007 o movimento Rio Como Vamos de promoção da participação e responsabilidade cidadã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *