(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Mais uma hora na escola. O que você acha?

11 comentários
25out

Dirigentes do Ministério da Educação acertaram o diálogo e vão propor ao Congresso Nacional o aumento da carga horária de aulas nas escolas das redes pública e privada de Ensino Básico. O objetivo é aumentar a carga horária diária e não os dias letivos, que continuarão no total de 200. A ideia é adicionar uma hora na jornada diária, que passaria de quatro para cinco horas. A decisão foi anunciada esta semana pela secretária de Educação Básica do ministério, Maria do Pilar Lacerda. O prazo para que as escolas se adaptem, caso a medida seja aprovada, será de quatro anos. Segundo MEC, aumentar o tempo que os alunos ficam dentro da sala de aula pode ajudar a reduzir a desigualdade na Educação, e melhorar a educação em até 44%.

leitor da revistapontocom – o que você acha da proposta? comente.

11 thoughts on “Mais uma hora na escola. O que você acha?

  1. Até quando a nossa Constituição, que assevera a educação em tempo integral, vai ser desrespeitada pelo próprio Governo federal? E até quando o próprio MEC vai se portar à margem da Constituição?
    QUE PAÍS É ESSE????????

  2. Sou aluno de ensino médio do C.E. José Leite Lopes – CEJLL/NAVE, onde estudo em horário integral, e esta escola esta bem colocada nas avaliações do estado em relação aos outros colégios estaduais de ensino médio, como por exemplo, a colocação no SAERJ, onde estamos entre os Primeiros colocados.
    Concordo plenamente com essa hora que irá ser acrescentada, mas acho que seria melhor se as escolas fossem em horário Integral, para que os professores pudessem se aprofundar mais nos conteúdos de cada matéria escolar.

  3. Eu também estudei em escola pública e os 180 dias eram suficientes para aprendermos todos os conteúdos e para darmos demonstrações da educação recebida por nossos PAIS. Infelizmente essa realidade mudou. As famílias não são mais as mesmas, e a falta de estrutura familiar vem se refletindo nos resultados alcançados com nossos alunos. Portanto, meus amigos, se esse aumento de carga horária for usado para que os alunos com dificuldades de aprendizagem recebam uma atenção especial como por exemplo: orientação educacional, atendimento psicológico, oficinas profissionalizantes, orientação vocacional ou reforço escolar eu acho muito válido.

  4. Manter os alunos mais tempo na escola é muito importante, porém mais importante ainda é subsidiar o professor a fim de promover atividades que realmente colaborem para o bom desempenho dos alunos.

  5. Manter os alunos mais tempo na escola é muito importante, porém mais importante ainda é subsidiar o professor a fim de promover atividades que realmente colaborem para o bom desempenho dos alunos.Manter o professor motivado, principalmente em relação ao salário e a sua qualificação é dignificar a categoria , que tanto merecemos.

  6. Lucelia Nunes dos Santos Silva

    Como professora acho que lugar de criança é na escola, porém, uma escola de qualidade,
    e, não de quantidade. Será que a escola pública está preparada para esta sobre carga?
    Uma escola atrativa, com oficinas, esportes, aulas de reforço, refeição de qualidade,
    pessoal de apóio especializado, com o quadro de professores completo, essa é a ESCOLA dos meus sonhos!

  7. Eu, professora de Educação Física acho esta medida valida, porém se faz necessário dar melhores condições as escolas em especial a pública tais como:
    Apoio psicologico, apoio social, e de saúde aos alunos e principalmente, seus familiares, pois nós professores nos encontramos de mãos atadas perante a realidade das crianças em especial as que se encontram em áreas menos favorecidas da sociedade, nos deparamos com situações as quais á
    escola por si só não resolve.
    Não se trata apenas do ensino em si, mas principalmente do meio BIOPSICOSOCIAL em que se encontra a realidade do cidadão de hoje e consequentemente nossos alunos.

  8. Pergunto-me se a Educação Brasileira precisa de quantidade ou qualidade… Estudei em escolas públicas quando tínhamos 180 dias letivos e sinceramente, houve um Educação de Qualidade, bem diferente do que visualizamos hoje, com os 200 dias letivos.

  9. Eu, professora, acho válida esta medida que é embasada em pesquisas e não uma decisão leviana. Foi muito bom o ministro ter preferido esta opção a aumentar o número de dias letivos, principalmente por ela ter sido tomada levando em conta a opinião de um comitê, de forma democrática. Mas ainda desejo que o ensino no Brasil seja em horário integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *