(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Torresmo – parte 2

35 comentários
02set

Por Artur Melo, 10 anos
A
luno do 5º ano do Ensino Fundamental, da Escola Sá Pereira


TORRESMO PARTE 2:

clique aqui e leia a primeira parte da história

A volta de Torresmo para a fazenda

Quando Torresmo estava voltando para a fazenda, resolveu dar uma passadinha na casa do seu amigo Bacon. Quando chegou lá, seu amigo estava na companhia do primo, o Costelinha de Porco. Torresmo já chegou falando:

– Fala aí, amigos! Vocês não sabem o que me aconteceu, fugi da fazenda atrás de aventuras e quase entrei foi numa “esquentada”, fui parar numa sala gigante, e vi uma coisa horripilante: uma mulher muito esquisita, preparava alguns pobres de nós, coitadinhos, numa marmita.

Os porcos ficaram ouriçados que mal conseguiam respirar.

– Como você fugiu? Como você fugiu?
– Conta, conta!

Essa conversa foi longa, Torresmo teve que explicar tudo tim tim por tim tim, contou aos amigos que quando estava fugindo dos seguranças acabou entrando na sala de projeção, deu um susto no homem que estava por lá, que saiu em disparada e depois se trancou sozinho lá dentro. Precisava pensar, rapidamente, em uma estratégia para fugir daquele lugar. Foi aí que ele começou a fuçar em todos os botões, a história do filme que estava passando ficou uma loucura, ele mexeu em muitos rolos de outras histórias, e mexe daqui, mexe dali, começou a projetar filmes muito antigos.

Que confusão aconteceu quando a cena do porco na marmita desapareceu, e no seu lugar, espantosamente, viram o Chaplin quase comendo o seu sapato. Foi aí que todas as pessoas resolveram reclamar com o gerente, pedindo o seu dinheiro de volta. Ele aproveitou a confusão e, muito esperto, saiu de lá como um foguete.

Os amigos ouviram tudo, calados, impressionados. Mas não sabemos se toda essa história foi verdade ou se tudo não passou de uma farsa imaginada por torresmo, querendo dar uma de valentão.

 

35 thoughts on “Torresmo – parte 2

  1. Artur, essa foi por pouco. Que “esquentada”, hein?!!
    Espero ler mais histórias do Torresmo.
    Verdadeiras ou não, só o tempo nos dirá. “Pobres de nós”, leitores.
    Conta! Conta! Conta!
    Um abraço.
    Ageu

  2. ,
    Artur,
    Muito bom!!! Adorei os nomes que vc escollheu…o Costelinha tb pode viver uma grande aventura ao lado do Torresmo, não acha???
    Abração pra vc.

  3. Artur, Você é meu ídolo infantil, adoro o que você faz e escreve. Bonito demais! Imaginação infinita, que menino talentoso! beijo, Idu

  4. Artur, adorei! Também acredito ser verdade toda a história que o Torresmo contou para os seus amigos. Vamos aguardar novas histórias. Beijo, Alice!

  5. Grande Artur! Adorei a história do Torresmo! Parabéns! Você é mesmo muito criativo! Agora falta fazer uma de cachorro, tô esperando! Beijo do amigão!!!!!!!!!!!

  6. Adorei as trapalhadas do Torresmo, e sei que ele vai aprontar mais. Depois você conta pra gente , beijos!!!

  7. Artur, que texto bacana você fez!! Foi tão interessante e divertido que chamei meus filhos para lerem comigo e ele também amaram! Você é um grande escritor!! Parabéns!

  8. Artur. Parabéns pela parte dois. Adorei! O Torresmo é maravilhoso!!!
    Acho que foi tudo verdade, pois vejo a sinceridade nas palavras do Torresmo.
    Bjs
    Cristina Ribeiro

  9. Arthur,

    Andei conversando com o Marquês de Rabicó que disse-me estar disponível para o encontro. Ele só está com receio de encontrar o Torresmo por medo de isto dar alguma ideia de culinária para a Tia Anastácia. Mas ele disse topar correr o risco por conta da curiosidade em conhecer o Torresmo. Fica nas suas mãos o lápis e o papel, cabe ao senhor tomar esta decisão.

    Um abraço
    Ambrósio Cabeção

  10. Meu querido aluno Artur,
    Que bom que uma proposta de sala de aula tenha despertado um grande autor. E melhor ainda é observar que nossos estudos contribuíram e estão presentes em sua narrativa tão criativa. Parabéns criança autora! Gostei muito da ideia de sua mãe. Quem sabe um encontro com o Rabicó? Vamos ficar esperando…Beijo grande, sua professora

  11. Filhão, amei as duas histórias, espero que você continue, assim, tão criativo, não apenas na escrita, mas também na vida, te amo, beijos do papai.

  12. Artur,
    Adorei a continuação da história do Torresmo mas, principalmente, a sua criatividade, as ideias bem colocadas. E me encantou ver como você trouxe o Chaplin para esta história! Tenho certeza que um novo, novíssimo, nome – o seu – está surgindo no cenário da literatura infantil!
    Um beijo e parabéns!

  13. Caro Arthur

    Estive pensando nesta aventura do terresmo. Pensei, pensei, pensei três vezes e só não pensei a quarta para não oferecer perigo para ele pois me deu fome. Eu, particularmene, acho que foi tudo verdade! Verdade verdadeira! Torresmo é homem de colocar algumas gordurinhas nas histórias, mas mentir não!
    Gosto dele… no feij… quer dizer, na boca do povo, falado, com muito sucesso!
    GOSTARIA QUE VOCÊ IMPRIMISSE O TEXTO E ME ENVIASSE AUTOGRAFADO, COM DEDICATÓRIA E TUDO! Dá-me esta honra?

    Parabéns para você e para o Torresmo também!

  14. Meu filho, adorei, especialmente, a “entrada” do Chaplin nessa aventura do Torresmo, e aquele finalzinho… ainda não me decidi: será que é coisa ou não da imaginação desse porco, hein?
    beijo, mamãe
    Ah, continuo torcendo para que ele encontre o Rabicó, lá no Sítio do Picapau Amarelo!

  15. Artur, cada vez gosto mais do Torresmo, acho que essa história é um tapete mágico, cheio de histórias e muitas confusões. Não esqueça que estamos todos na ponta da poltrona querendo saber mais e muito mais. Beijos, geninho!

  16. Arthur, adorei! Você passou do verso para a prosa com uma leveza… muita “gente grande” não tem esse seu jogo de cintura, viu!
    Arthur, você é um escritor! Que tal dar continuidade às histórias do Torresmo? Acho que tem muita ação vindo por aí… Aguardo!
    Beijo enorme, querido! Não pare, siga em frente!
    Rachel Bassan

  17. Artur,
    O Torresmo pode ser esperto mas você é muito mais!!!!!! Adorei a criatividade e a absoluta coerência das ideias! E você ainda trouxe esta cena maravilhosa do filme do Chaplin! Acho que um novo, novíssimo, autor está surgindo no cenário da nossa literatura infantil! Seja bem-vindo!

  18. É… esse Torresmo é terrível mesmo!!

    E será que ele chegará a perceber que também irá para a “marmita”???

  19. Esse Torresmo é mesmo muito especial! Parabéns Artur mais uma vez Torresmo se superou. Como é esperto! Projetou o filme do Chaplin! Espero mais noticias desse porquinho trapalhão!

  20. Adorei a continuação da história do Terresmo! Eu acho que foi tudo verdade e não invenção. Aguardo os próximos episódios. Beijos para o Artur.

  21. Arthur, essa você se superou… o Torresmo conseguiu entrar numa sala de projeção!!! E colocar um filme de Chaplin! O melhor é que tudo isso fez sentido, nessa sua história cheia de humor e reviravoltas. Estou achando que o Torresmo ainda vai ser personagem de muitas histórias hein??? Ele tem futuro. Muitos beijos e parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *