(21) 2220-3300
New here? Register. ×

9º Encontro Nacional do Cinema Infantil

1 comentário
01jul

Por Marcus Tavares

Ampliar o debate sobre cultura e infância e gerar reflexões nos gestores públicos de cultura dos municípios do Estado de Santa Catarina foram os objetivos do Encontro Nacional do Cinema Infantil, que acontece há nove anos na programação da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Com o tema cultura e infância, o evento deste ano, realizado na manhã do dia 29 de junho, no Centro Integrado de Cultura, contou com a participação de Beth Carmona, diretora da ONG Midiativa e do ComKids; Karen Acioly, organizadora do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens; e do artista visual Evandro Salles, que foi curador da exposição Arte para crianças, que reuniu 400 mil pessoas ao passar por seis capitais brasileiras entre 2007 e 2010.

Beth Carmona falou sobre a importância e o impacto do audiovisual no dia a dia das crianças e adolescentes. Nesta direção, é preciso que gestores, professores e, inclusive, os pais saibam escolher, orientar e direcionar conteúdos audiovisuais de qualidade para meninos e meninas. Segundo Carmona, é necessário reconhecer as diferentes marcas do desenvolvimento infantil, respeitar e entender os meios de expressão e interpretação motor e de percepção da realidade das crianças, retratar e tratar a criança como criança e contar boas histórias, coerentes, fortes e repletas de valores e ética.

“É importante também oferecer uma variedade de gêneros, apresentar personagens bem construídos, com força de caráter, buscar a qualidade estética, com design arejados e arrojados, bem como formatos criativos que estimulem o raciocínio e convidem a criança a resolver problemas e enfrentar diferentes situações”, acrescentou.

Para Carmona, as crianças brasileiras também precisam se reconhecer na tela. “É o que possibilita o pertencimento, os vínculos de identidade e de orgulho. O potencial do audiovisual, neste sentido, não tem preço”.

A diretora de teatro Karen Acioly reforçou a ideia da importância das trocas, dos intercâmbios entre as diferentes linguagens de mídia e que se deve olhar para a criança como cidadã desde o nascimento, e não como um ser do futuro. Karen apresentou alguns trabalhos que foram realizados nas edições anteriores do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens, realizado há dez anos no Rio de Janeiro, que mistura espetáculos de dança, teatro, circo e música de diferentes países.

Já o artista visual Evandro Salles contou o processo de produção da exposição Arte para crianças, que se propôs instigar a curiosidade das crianças, respeitando a sua capacidade. “A arte precisa de um processo educacional para ser experimentada? Trata-se de um universo absolutamente aberto”, refletiu. Em sua apresentação, Salles também reiterou a força da potência poética como formadora e transformadora da visão de mundo.

Um comentário sobre... “9º Encontro Nacional do Cinema Infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *