Bienal do Livro: 14ª edição traz novos espaços

Está confirmado: a 14ª edição da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro acontecerá entre os dias 10 e 20 de setembro, no Riocentro. Além dos tradicionais lançamentos, bate-papos com autores, oficinas, palestras e autógrafos, o evento deste ano promete novas experiências e espaços para prender a atenção dos visitantes. Floresta de Livros, Livro em Cena e Mulher & Ponto! são algumas das novidades.

A literatura norte-americana também vai ganhar espaço. Os EUA são o país homenageado da edição 2009. “Há muitos anos temos a intenção de homenagear os Estados Unidos. Acreditamos ser uma escolha natural, considerando as similaridades entres as nossas nações, as mais populosas das Américas, marcadas pela mistura de raças e nacionalidades, países jovens, caracterizados pela criatividade e vitalidade de seus povos”, afirma o vice-presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, Roberto Feith.

Por conta da homenagem, já estão confirmadas as presenças de grandes revelações da literatura americana, como Steven Jay Schneider, autor de 1001 Filmes para ver antes de morrer; Andrew Keen, autor do O culto ao amador, onde diz que a internet está matando a cultura; e Meg Cabot, autora do best seller O Diário da princesa

Para orientação dos interessados, a revistapontocom publica, abaixo, as principais atrações do evento.

Informações gerais, acesse o site oficial

Floresta de Livros – Espaço cenográfico de 800 m² voltado para o público juvenil e escolar. Com o patrocínio do Instituto Pró-Livro, o local vai misturar informação e entretenimento de forma lúdica. O curador é João Alegria, diretor e roteirista de TV, do canal Futura.

Livro em Cena – Grandes nomes das artes – cinema, teatro e TV – serão convidados para ler trechos selecionados de obras de importantes escritores brasileiros. A curadoria do espaço será da D+ Produções, das sócias Marcia e Joana Braga, e a direção será de Paulo José.

Mulher e Ponto! – O público feminino representa mais da metade do número de leitores no país, por isso a Bienal vai dedicar um espaço exclusivo para as mulheres. Com a curadoria de Sonia Biondo, jornalista, escritora e produtora, o espaço terá sessões de debates com autores para falar de comportamento, literatura, filosofia, valores, relações afetivas, tudo sob a perspectiva feminina. 

Exposição – Os visitantes terão acesso à exposição José Olympio – o editor e sua casa, uma homenagem a um dos principais editores do século passado, responsável pela publicação de obras de nomes como Gilberto Freyre, Guimarães Rosa, Graciliano Ramos e Jorge Amado. A mostra ocupará 300 m² e tem a curadoria de José Mario Pereira Filho e projeto museográfico de Victor Burton.

Café Literário – Sucesso entre os frequentadores, o bate-papo informal e intimista continua na programação da Bienal 2009. Autores brasileiros e internacionais são convidados a debater temas em sessões descontraídas sobre processo de criação, ideias, livros, personagens, gêneros etc. Ítalo Moriconi, professor de Literatura da UERJ, escritor e crítico literário, cuidará das sessões.