(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Boa discussão

seja o primeiro a comentar
31mar

Cultura digital na escola é um tema polêmico, pois não só envolve visões de ensino, como diferentes metodologias. Nesta discussão, observam-se práticas inovadoras em contraposição direta com modelos que, de alguma maneira, já fazem parte do cotidiano dos professores em sala de aula.  Um bom exemplo são as estratégias de Sala de Aula Invertida (do inglês Flipped Classroom) que lança mão das tecnologias digitais associadas à atividades de exposição, compreensão e discussão sobre conteúdos. Nesta perspectiva, os estudantes estudam o conteúdo em casa, por meio de videoaulas ou outros recursos interativos, e, na sala de aula, são postos em prática exercícios e atividades em grupo em que o professor aprofunda o tema participando ativamente e estimulando discussões. As práticas de Sala de Aula Invertida são um exemplo claro de como o diálogo entre a inovação e o tradicional pode acontecer de forma simples e harmônica.

Foi justamente para discutir este cenário híbrido que o grupo de pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Abble Estúdio de Aprendizagem e a Pipa Comunicação acabam de lançar, na web, o livro Cultura digital na escola: habilidades, experiências e novas práticas, de autoria dos pesquisadores Alex Sandro Gomes, Pasqueline Dantas Scaico, Lays Rosiene Alves da Silva e Ivson Henrique Bezerra dos Santos, todos vinculados ao Centro de Informática da UFPE. A obra inaugura a Série Professor Criativo: construindo cenários de aprendizagem, que tem o objetivo de oferecer a professores e pesquisadores conteúdo capaz de fomentar o debate sobre inovação da prática de ensino. Mais do que promover o confronto entre os paradigmas conservador e inovador, a obra pretende promover um diálogo menos conflituoso entre esses dois pontos de vista, despertando a criatividade.

Para Alex Sandro Gomes, professor do Centro de Informática da UFPE e um dos autores do livro Cultura Digital na Escola, a criatividade é uma forma de ultrapassar fronteiras. “A professora ou o professor criativo é aquele cuja atuação renova a definição de sua própria prática e as de outros professores. Ela, ou ele, não se limita a modelos e formatos e propõe novas formas de educar. Ao construir novos cenários, usa e é capaz de desenvolver uma ampla gama de situações com recursos e dinâmicas”, afirma.

Cultura Digital na Escola: habilidades, experiências e novas práticas está disponível para aquisição no endereço. Para garantir o máximo alcance da obra os professores interessados poderão escolher entre o formato impresso ou o digital. A edição digital já está à venda. Neste mês de abril, será lançada a versão impressa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.