(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Da sala de aula à arte: alunos em ritmo de carnaval

seja o primeiro a comentar
Publicado em Matérias
07fev

Noventa alunos da rede estadual de ensino, com idades entre 14 e 22 anos, foram os cenógrafos do Concurso de Marchinhas 2010, que acontece neste domingo, dia 7 de fevereiro, na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. O material confeccionado pelos estudantes no projeto Lapa, Educação e Carnaval – Curso Prático em Cenografia  enfeitou a casa de shows para a disputa final. A produção também será aproveitada em blocos de rua. São fantasias, estandartes, máscaras e até bonecões de 4 metros de altura, feitos com isopor, bambu e papel marchê. O projeto é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Educação, a ONG Viva Brasil e a Fundição Progresso.

Mas o curso não termina com o Carnaval. Os alunos vão aprender as técnicas pelos próximos dois meses, em seis oficinas teóricas e práticas com 15 horas de duração semanal. As aulas acontecem na Fundição Progresso, com coordenação pedagógica de Débora Lembi e coordenação artística de João Bird. Lá, os alunos aprendem as disciplinas de Montagem e Cenografia; Bonecos Gigantes; Figurinos; Adereços; Escultura e Pintura/Grafiti. Após a conclusão, cada estudante receberá um certificado de participação e um documento de avaliação. 

As oficinas têm como objetivos iniciar a formação técnica em artes e cenografia; incentivar a aprendizagem prática e profissional; apresentar o mercado cultural como gerador de renda e formação; fortalecer a cultura popular local; estimular a formação crítica, o desenvolvimento individual e interpessoal; além de facilitar o trabalho e a cooperação em grupo.

“Estamos muito satisfeitos com o andamento das aulas. No primeiro dia, apresentamos um vídeo sobre os bonecões de Olinda, para que eles tivessem uma referência sobre essa arte. Depois escolhemos homenagear Carmen Miranda e Lamartine Babo, que são nossos bonecões este ano. É um trabalho bem divertido”, contou a professora da oficina de bonecos gigantes, Joana Lyra.

Alunas do Colégio Estadual Souza Aguiar, no Centro, Rafaela Rocha, de 18 anos, e Fernanda Gusmão, 17, contaram que não poderiam ter achado ocupação melhor para as férias. “Estamos participando porque adoramos Carnaval. É muito bom ocupar o tempo com essas atividades. Hoje estamos ainda mais empolgadas porque fizemos este estandarte sozinhas”, comemorou Rafaela.

Aluna do 3 º ano do C.E José Leite Lopes, o NAVE, na Tijuca, Fernanda Emerick, 17 anos, já elegeu uma oficina preferida: a de cenografia. “No início, eu estava levando uma surra. Agora, estou levando o maior jeito”, brincou.

Fonte – Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *