(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Espanhol nas escolas públicas

2 comentários
Publicado em Matérias
07ago

Mi palabra favorita en español es… A frase está estampada no mural da filial do Instituto Cervantes, em Brasília. Em breve, alunos de escolas públicas brasileiras também serão capazes de completar a sentença, graças ao acordo que visa a promover o ensino do idioma no país, celebrado na última terça-feira, dia 4, pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, e pela presidente do Instituto Cervantes da Espanha, Carmen Caffarel.

A carta de intenções, assinada na presença da vice-presidente da Espanha, Maria Teresa de La Vega, tem o objetivo de promover o ensino da língua espanhola no Brasil por meio da educação a distância. O Instituto Cervantes, centro de ensino com sede na Espanha, com nove filiais no Brasil, será responsável por formar professores brasileiros e tornar disponíveis recursos didáticos e técnicos para o ensino do espanhol nas escolas públicas.

O acordo começa com um projeto-piloto, a ser desenvolvido em três fases. A primeira se inicia já em agosto, com a capacitação de 30 professores/multiplicadores, seis de cada região do país. Os professores estarão reunidos no Instituto Cervantes do Rio de Janeiro, com despesas pagas pelo próprio MEC, para aprender a metodologia do centro de ensino, por duas semanas. Em seguida, serão tutores de 600 alunos, em aulas a distância.

No fim do ano, representantes dos dois países vão se reunir na Espanha para avaliar o projeto-piloto e determinar os próximos passos, entre eles, o número de escolas e de alunos que poderão participar, inicialmente, das aulas e quando elas devem começar. Com a parceria, pretende-se alcançar desde os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

2 thoughts on “Espanhol nas escolas públicas

  1. Boa oportunidade para o Brasil. O governo está sendo coerente quando cria uma Lei e dá condições para que ela seja cumprida.
    Viva o Brasil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *