(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Jovens de hoje: líderes do amanhã

seja o primeiro a comentar
07jun

A geração do milênio brasileira valoriza a internet e acredita que a tecnologia capacita e iguala. Familiarizados com tecnologia, a maior parte da geração do milênio brasileira possui smartphones (63%) e fica sete horas online por dia, em média (ante seis horas mundialmente). As informações constam da pesquisa Jovens de hoje: líderes do amanhã, produzida pelo Instituto Telefónica, Os dados integram o estudo Global Millennial Survey, realizado em parceria com o “Financial Times”, que teve o objetivo de observar a percepção dos jovens de 18 a 30 anos em relação ao empreendedorismo, otimismo com o futuro e tecnologia. Foram ouvidos 12 mil pessoas em 27 países, incluindo quase 3 mil latino-americanos da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela.

Chamados de “millenials” e também conhecidos como geração Y, os jovens brasileiros não só lideram o crescimento do mercado de smartphones no Brasil como são motores importantes para o crescimento de oferta de dados móveis, um segmento que as operadoras de telefonia têm investido por conta de maior rentabilidade. Ainda segundo o levantamento, os brasileiros apostam no poder da tecnologia para mudar o mundo e são verdadeiramente preocupados com desigualdades sociais, educação, pobreza e saúde.

Alguns números

-> 45% se dizem confortáveis com o conhecimento e uso da tecnologia.
-> 46% afirmam que a Internet é a fonte preferida para informação e entretenimento.
-> 57% concordam que a tecnologia os tornou melhor informados sobre questões políticas em seu país.
-> 92% acreditam que a tecnologia faz com que as barreiras linguísticas sejam mais fáceis para superar.
-> 85% acreditam que a tecnologia tornou mais fácil conseguir um emprego.
-> 71% acreditam que a tecnologia cria oportunidades para todos.
-> 57% dizem que a tecnologia diminuiu o fosso entre ricos e pobres
-> 37% acreditam que a tecnologia é o campo mais importante de estudo acadêmico.

Outros dados da pesquisa com os jovens brasileiros podem ser consultados 
Acesse o estudo geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *