(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Na Índia, computador para estudantes sai por US$ 35

seja o primeiro a comentar
Publicado em Matérias
28jul

Um dia antes de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançar oficialmente o Programa Um Computador por Aluno (Prouca), que prevê financiamento de 600 milhões de reais do BNDES e incentivos fiscais para que Estados e municípios possam comprar notebooks a preços mais baixos para uso nas escolas, o governo da Índia divulgou para a imprensa mundial o protótipo de um computado portátil parecido com o tablet da Apple, o iPad. Voltado também para os estudantes, o computador indiano, que permite navegação na internet, vídeo conferências e vem com processador de texto, sairá bem mais em conta, cerca de R$ 62. Pelo Prouca, o computador deverá custar R$ 550.

Diferentemente do Brasil, a Índia investiu em pesquisa e na criação de seu próprio modelo de computador portátil voltado para a educação. O novo tablet foi desenvolvido pelas principais universidades de tecnologia da Índia. O dispositivo não tem disco rígido. Em vez disso, usa um cartão de memória como um telefone celular, podendo inclusive funcionar com energia solar.

O ministro do Desenvolvimento de Recursos Humanos da Índia, Kapil Sibal, afirmou que o governo está procurando um fabricante para o produto. “Agora convidamos indivíduos, empreendedores, firmas e indústrias para produzir o dispositivo a preços mais baratos do que este. Mostramos ao mundo que produzimos um dispositivo mais barato enquanto os preços dos computadores sobem”, disse o ministro ao jornal indiano Economic Times.

Ao revelar o projeto, Sibal afirmou ao jornal que o laptop em formato de prancheta é a resposta indiana aos laptops de US$ 100 (cerca de 176) desenvolvidos pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) nos Estados Unidos – tecnologia que vem servindo de inspiração para muitos projetos brasileiros.

O projeto americano, de 2005, visava distribuir um laptop de US$ 100 para cada criança nos países em desenvolvimento, mas o dispositivo acabou custando o dobro do preço prometido. Em maio deste ano, Nicholas Negroponte, do Media Lab do MIT, anunciou os planos de desenvolver um tablet básico de US$ 99 (R$ 175) por meio de sua organização sem fins lucrativos One Laptop Per Child.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.