(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Os jovens estão realmente desinteressados da política?

1 comentário
Publicado em Matérias
28jul

O número de eleitores entre 16 e 18 anos diminuiu pela primeira vez em eleições gerais desde o pleito de 1998. Neste ano, 2,391 milhões de jovens com voto facultativo estão registrados, contra 2,566 milhões cadastrados para as eleições de 2006. Trata-se de uma queda de 6,81%. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo ainda com o levantamento, entre as eleições presidenciais de 2006 e as municipais de 2008, houve um aumento de quase 14% no eleitorado jovem. O número chegou a 2,923 milhões. Assim, no comparativo com a última eleição realizada no país, a queda da participação de jovens no pleito deste ano chega, na verdade, a 18,2%.

A faixa etária que mais colaborou para a diminuição foi a de jovens de 17 anos, que registrou a pior participação desde 1994, ano no qual, pela primeira vez, o TSE registrou os eleitores por idade nas eleições gerais. Em 2010, 1,1 % do eleitorado está nessa faixa etária, contra 1,34% em 2006, 1,37% em 2002, 1,23% em 1998, e 1,55% em 1994.

O TSE não sabe o que causou a redução. “É difícil estabelecermos o que causou essa diminuição, precisamos fazer um estudo para determinar isso”, disse Sérgio Cardoso, assessor-chefe da corregedoria do tribunal. “O decréscimo não é tão significativo, não parece que é um desinteresse generalizado”, afirmou Giseppe Janino, secretário de Tecnologia da Informação do TSE.

Será? A revistapontocom quer saber a sua opinião.
Afinal, os jovens estão realmente desinteressados da política?

O número de jovens eleitores é quatro vezes menor que o de outro grupo de eleitores que também tem voto facultativo: os idosos acima de 70 anos. Neste ano, 6,2% do eleitorado está acima dos 70 (4,6% entre 70 e 79 e 2,32% acima de 79 anos).

Um comentário sobre... “Os jovens estão realmente desinteressados da política?

  1. Infelizmente,a maioria dos brasileiros estão em um estágio super avançado de “desinteresse”na política.isso nos trará consequências gravíssimas à respeito do nosso futuro.que Deus esteje conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.