(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Por ser menina

seja o primeiro a comentar
Publicado em Matérias
12out

Você sabia que:

– 75 milhões de meninas no mundo não frequentam a escola;
– uma a cada três meninas tem seu acesso a educação secundária negado;
– a cada 3 segundos uma menina é forçada a se casar;
– 1 em cada 3 meninas nos países em desenvolvimento casam antes de completar 18 anos;
– 1 em cada 7 meninas casa antes de completar 15 anos;
– 150 milhões de meninas já foram vítimas de estupro ou outra forma de violência sexual;
– a gravidez é a principal causa de morte de meninas entre 15 e 19 anos de países em desenvolvimento;
– um ano a mais no Ensino Médio aumenta o potencial de renda de uma menina de 15 a 20% e que 
– cada ano a mais de educação para uma mãe reduz a mortalidade infantil de 5% a 10%;

As meninas e meninos têm os mesmos direitos, porém enfrentam diferentes desafios para acessá-los. Em todo o mundo, as meninas enfrentam barreiras únicas à sobrevivência e desenvolvimento, simplesmente por serem meninas. Nas regiões mais pobres estão entre as pessoas mais desfavorecidas do planeta. A discriminação contra as meninas e as mulheres é uma das principais causas da pobreza. Foi por estas razões que foi lançada no dia 11 de outubro a campanha Por Ser Menina, que tem o objetivo de promover o potencial das meninas, de zero a 18 anos, tirando milhares delas da situação de pobreza, por meio da educação e do desenvolvimento de programas que estimulem habilidades específicas, garantem seus direitos e coloquem fim à discriminação baseada em gênero.

Lançada pela Plan Internationa, organização humanitária de origem inglesa que atua há mais de 70 anos na promoção dos direitos das crianças, a campanha, com previsão de cinco anos, busca melhorar a vida de 4 milhões de meninas em todo o mundo, ao trabalhar por sua boa alimentação, saúde e educação, além de protegê-las contra a violência e abusos de todo tipo, contra a pobreza, a desigualdade e a degradação do meio ambiente.

“A Plan constatou que as meninas enfrentam discriminação e barreiras únicas à sobrevivência e desenvolvimento, simplesmente por serem meninas, sendo uma das principais causas da pobreza. Porém, o investimento em meninas e adolescentes tem um efeito benéfico na redução da pobreza não só delas, mas de comunidades e países inteiros”, afirma Anette Trompeter, diretora nacional da Plan Brasil.

Para saber mais sobre a campanha visite www.plan-international.org/girls ou vá à nossa página no Facebookwww.facebook.com/plangirls. Novidades sobre a Plan e seus projetos no Brasil acesse www.plan.org.br ou siga-nos no Twitter /OngPlan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.