(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Projeto que limita número de alunos em sala de aula segue para o Senado

76 comentários
Publicado em Matérias
  • sala-de-aula
13jan

sala-de-aula

Depois de três anos de tramitação, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 597/2007 que limita o número de alunos por professor na Educação Básica. Pela proposta, que agora segue para o Senado, as turmas do Ensino Médio e as dos quatro anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) terão, no máximo, 35 alunos. O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) que não estabelece limite de estudantes por sala de aula.

Se for aprovado no Senado, os sistemas de ensino terão o prazo de três anos, a partir da publicação da lei, para se adequarem. Para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a limitação de alunos por professor acabaria com a superlotação e garantiria mais qualidade de ensino.

“Se você tiver uma sala de aula lotada com 40, 50 alunos, numa aula de 45 minutos, onde o professor tem que passar o conteúdo da sua matéria, tirar as dúvidas e conferir lições de casa ou qualquer tarefa, certamente uma boa parte dos alunos não vai contar com a atenção do professor”, destaca o deputado Jorginho Maluly, autor da proposta.

Veja como seria o limite de alunos por sala/série:

– Crianças até um ano de idade: máximo de cinco alunos por professor
– Crianças de um a dois anos: máximo de oito alunos por professor
– Crianças de dois a três anos: máximo de treze alunos por professor
– Crianças de três a quatro anos: máximo de quinze alunos por professor
– Crianças de quatro a cinco anos: máximo de vinte alunos por professor
– Nos cinco primeiros anos do Ensino Fundamental: máximo de 25 alunos por professor
– Nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio: máximo de 35 alunos por professor

Leia o projeto na íntegra

76 thoughts on “Projeto que limita número de alunos em sala de aula segue para o Senado

  1. Como encontrar o Projeto na Câmara dos Deputados? Não o encontrei para acompanhar e para cobrar a aprovação.

  2. Um Ótimo projeto…
    Veja como seria o limite de alunos por sala/série:

    – Crianças até um ano de idade: máximo de cinco alunos por professor
    – Crianças de um a dois anos: máximo de oito alunos por professor
    – Crianças de dois a três anos: máximo de treze alunos por professor
    – Crianças de três a quatro anos: máximo de quinze alunos por professor
    – Crianças de quatro a cinco anos: máximo de vinte alunos por professor
    – Nos cinco primeiros anos do Ensino Fundamental: máximo de 25 alunos por professor
    – Nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio: máximo de 35 alunos por professor

    Leia o projeto na íntegra

    1. Ridículo… Crianças com dois anos ainda precisa de muita atenção e o trabalho pedagógico é mais específico e demorado… Não é só dar a atividade, mas sim fazer com que o aluno assimile… De dois à três então é bem pior…

  3. Muito bom. Só precisa o MEC supercisionara fundo a sistemática do ensino do Brasil e do Município de Parauapebas PA

  4. Fico feliz por vê que no Senado existe políticos sérios. Esse projeto é um dos elementos que levaram a educação pública a ser de qualidade. Parabéns ao mentor/ mentores desse projeto.

  5. Sou prof. minha turma tem 3 anos tenho 22 alunos nem tem carteira para todos, a sala é para 15 alunos, está muito dificil , onde denuncio isto?

    1. Também sou prof. Minha turma é da faixa etária de 3 a 4 anos… 22 alunos…muito difícil dominar essa quantidade… O pior que quando procuramos a direção… acham que eles que são certos… Temos que aguentar sem questionar… Isso é um absurdo..

  6. “Se for aprovado no Senado, os sistemas de ensino terão o prazo de três” Bem a cara do Brasil mesmo. Dando bastante tempo para o que é contra a lei. Pra que isso tudo? a lei foi aprovada num ano, no seguinte ja tem que aplicar, é simples.

  7. Como a LDB, não cita a quantidade de alunos por professor, vejo este projeto de grande importância, mas penso que deve ser 20 aluns por professor nos anos finais e 3o para os anos finais no máximo.E educação infantil no 1º e 2º periodo 15 alunos por professor.

  8. Já observei que existe lei que estabelece o numero de alunos por professor em sala de aula, mas gostaria de saber se uma sala de aula não tiver uma estrutura adequada, sem ventilação e um espaço físico não favorável ao numero de alunos sugeridos pela lei, o que fazer?? O preenchimento dessa turma fica a critério da escola??

  9. A PESSOA QUE IMPLEMENTOU ESSA QUANTIDADE DE ALUNOS POR SALA INFELIZMENTE NÃO SABE OU NUNCA ESTEVE DENTRO DE UMA PARA VERIFICAR ESSA REALIDADE SEJA ELA QUAL O NÍVEL. ISSO É UMA VERGONHA NACIONAL. POR ISSO QUE A NOSSA EDUCAÇÃO SEMPRE ESTÁ NOS RANQUES MAIS BAIXOS NESSE NOSSO MUNDÃO DE DEUS. PESSOAL DE CULTURA PRECISAMOS FAZER ALGO PELOS NOSSOS PROFESSORES E CONSEQUENTEMENTE AJUDAR OS NOSSOS ALUNOS QUE ESTÃO ACLAMANDO POR MELHORIAS EM TODOS OS SENTIDOS NA EDUCAÇÃO.

  10. Crianças de dois a três anos: máximo de treze alunos por professor
    – Crianças de três a quatro anos: máximo de quinze alunos por professor
    – Crianças de quatro a cinco anos: máximo de vinte alunos por professor
    LOUCURA ESSE PROJETO!!!
    Deveríamos deixar essas treze crianças com o autor desde projeto pra ver se ela da conta de cuidar e educar, dar banho, alimentar e tudo mais, as pessoas criam projetos sem nunca ter entrado em uma unidade de educação infantil…. Precisamos de mais educadores em sala na educação infantil.

    1. Esse será o limite de alunos em sala, fazendo atividades. Outrás atividades como alimentação, higieninação e recreação cabe a outros professores e estagiários.

  11. Bom dia, o texto original esta um pouco diferente do descrito neste artigo. Na proposta de lei fala que, a quantidade de alunos ate 3 a 4 anos, é definida por adulto na sala de aula e não por professor.

  12. Parabéns estava mais que na hora de alguém preocupar com esta questão , pois as escolas só pensam em lotar as salas e ensino mesmo nada, principalmente escolas particulares !!!

  13. Estamos com esse mesmo problema em Lauro de freitas/BA, escolas que se dizem de excelencia, caras, salas super lotadas, com aulas que duram max 60 minutos, A super lotaòao das salas traz de conseuquencia a queda na qualidade de ensino, pois nao permite ao professor desenvolver de modo satisfatorio o conteudo e ao aluno de compreender o assunto, tirar duvidas e expor seu ponto de vista. O aluno necessita de tempo na sala e o professor de menos alunos, assim pode suprir a necessidade de cada um deles. O aluno terà a oportunidade de desenvolver seu lado critico, desenvolver seu raciocinio, tendo uma presença ativa e nao passiva como atualmente acontece nas escolas, o aluno nao debate, nao analisa, nao coloca seu ponto de vista, so ouvi, como um robo sem personalidade, sem vida. A escola deveria estar criando seres pensantes, criticos, no entanto com esse sistema e metodologia esta alienando celebros e transformando nossos filhos em individuos incapazes intelectualmente. Temos que lutar por uma educaçao de qualidade, pelo direito de cada individuo por uma educaçao que forneça subsidios que contribuam para o seu desenvolvimento intectual de boa qualidade no respeito de sua dignidade e formaçao intelectual.

  14. Mesmo com essa limitação numérica, o professor ainda enfrenta e enfrentará problemas difíceis de superar: falta de apoio dos responsáveis em assuntos relacionados a convivência aluno/aluno e aluno/professor, pois não há respeito, reconhecimento nem valorização ao professor, por isso ele vive o dilema de ter um colossal acumulo de afazeres como planejamento, aplicação, avaliação, replanejamento… se você acha pouco, tem mais: tudo isso em dobro ou triplicado dependendo se o mágico professor conseguir trabalhar em dois ou três lugares deferentes, se ainda é pouco, muitos responsáveis acham que toda educação é responsabilidade do professor que segundo esses e alguns políticos precisam ter sua carga de trabalho aumentada pois são uns desocupados…

  15. Meu filho estuda em uma escola particular,e tem mais de 40 alunos ele chega até chorando em casa quando não consegue entender as explicações dos professores. Muito chateado ele ligou pra mim enquanto estava na sala de aula com o professor passando tarefas,acredite parecia que ele tava em um show de rock! Fui reclamar na escola e eles ficaram muito chateado com meu filho pq ele tinha ligado p/me que é proibido. por conta disso preciso ainda pagar caro para ele ter um reforço! GENTE VAMOS FAZER ALGUMA COISA TÁ DIFÍCIL CONTINUAR ASSIM!

    Obrigada!

  16. Essa lei tem q ter aprovação imediata. Estou numa sala de 4º ano com 45 alunos, onde os mesmos não possuem aulas extras ( diversificadas) ,nem horário de recreio! Os mesmos passam 4 horas dentro da sala de aula!!!!!!! Um absurdo!!!! Totalmente surreal !!!

  17. Crianças de 4 e 5 anos, 20 alunos por professor, isso é um absurdo!!!!!!!!!!!!!!! Com certeza não foi um professor que inventou essa ideia idiota!!!!!! Alunos da pré-escola deveria ser 1 professor a cada 8 alunos. Tomem vergonha na cara seus incompetentes!!! É por isso que a nossa educação não tem a mínima qualidade!!! Bando de imbecis!!!!

  18. Concordo plenamente com a ideia de diminuir a quantidade de alunos nas salas de aula, com podemos ensinar , ouvir questionamentos , orientar alunos em grande numero?

  19. Parabéns pela iniciativa. Número de alunos por sala e metro quadrado por aluno sem esquecer que professor deve caber lá dentro também. É que eu fico numa sala com 35, mas praticamente não posso me mexer.

  20. ainda acho 35 alunos uma quantidade excessiva.

    deveria ter 25 no máximo do ensino fundamental ao ensino médio.

    respeitando as diferenças de comportamento, realidades pessoais, dificuldades individuais…

    necessário era treinamento para professores lidarem com situações novas e aulas mais interessantes e interativas.

  21. Paulo César .Tocantinópolis-To
    Li todos estes comentários a respeito do número de alunos por sala. Pois sou também professor e me preocupo com a qualidade de ensino e condições de trabalho. Gostei do projeto do deputado, mas digo que ele ainda deve ser analisado. Pois o número de aluno por turma ainda é muito. Concordo com a ideia da Nilma Farias que diz que deveria ter no máximo 20 aluno.Seu exemplo da escola particular dos ricos foi interessante.” Nos 5 primeiros anos e no ensino médio 25 aluno.” Tendo como base este quantitativo analise o do ensino infantil!.

  22. Nilda Farias.
    Aproveito a oportunidade para elogiar suas colocações.
    Estão perfeitas.
    Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!

  23. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!
    Sou professora de Educação Infantil a 14 anos e a superlotação das classes representa um dos fatores que mais prejudica as condições de trabalho do professor.
    Sem dúvida, o magistério de todo o Brasil comemorará essa como uma das grandes vitórias da educação nacional.
    As consequências advindas da promulgação e do cumprimento dessa lei colaborará para a melhoria das condições de trabalho de todos os professores e consequentemente da qualidade da educação nacional.
    Acompanharei atentamente o trâmite desse projeto de lei e quando promulgada, lutarei para que a mesma seja cumprida.

  24. É necessário que a lei seja aproovada com urgencia, porque principalmente nas turmas de Pré escola e dos anos iniciais de ensino fundamental mais precisament5e do 1º ao 3º ano, onde ocorre a alfabetização, o professor não consegue dar a atenção devida a cada um dos alunos que tem dificiuldades de aprendizagem, em turmas numerosas.
    Gizelia Coêlho Garcez
    Municipio: Capim/PB

  25. Então, gostei dessa projeto, porém observei que ainda faltou abordar a condição de turmas com alunos especiais incluídos.
    Já torna-se difícil trabalhar com turmas numerosas com alunos “tidos normais”, quanto mais com alunos que possuem algun tipo de deficiência. Alguém consegueria desenvolver um bom trabalho numa turma com 35 alunos, que possuísse 3 alunos TDAH, 2 surdos,, 2 disléxicos, 1 autista, cadeirante,…
    Gostaria de saber se há projeto ou lei que limita o número de alunos por turma por causa de ter alunos incluídos?

  26. isso é absurdamente horrivel, no máximo para se ter uma educaçao de qualidade deveria ser 20alunos por professor, e ainda assim tem uns que valem pela escola toda, com a tal da inclusao, mas isso acontece pq os filhos dos deputados estudam em escolas particulares onde o professor tem 15 alunos e ainda tem auxiliar de sala, aí só se o professor for muito ruim p nao ensinar, agora epga nossa realidade de salas de 1º com 35 alunos e ainda o professor tem de dar conta, é o fim da picada.

  27. já trabalhei matemática e ciências numa turma do 9º ano e é horrivel, mas será quando o poder pulblico vai aderir essa lei?

  28. É horrivel,minha filha estuda no colegio particular e está na 5º serie,numa turma de 36 alunos e uma professora extressada,pergunto com vais ser o futuro do apredizado deste pais,pra votar leis pra copa 2014 e tudo muito rapido,um projeto que da qualidade de ensino tanto pro aluno quanto ao professor ,se arrasta por anos,é lamentavel um pais que busca uma enrradicação de miséria e analfabetismo que valoriza mais o futebol de que o ensino da nação.Imaginem a rede publica ,que DEUS nos proteja.

  29. Que projeto hipócrita! Uma sala com 35 alunos, sem um mínimo de recursos…
    RIDÍCULO!
    Se é para se fazer um trabalho decente, com tantos conteúdos que este país tem (país pobre AMA cobrar muito conteúdo), o ensino fundamental II deveria, no máximo, ter 25 alunos, e não 35.
    Depois reclamam que os professores são tradicionais…
    Sala tradicional, recurso tradicional, salário tradicional, quer mais o quê…
    Como disse uma colega na tv: EU NÃO SOU A REDENTORA DA EDUCAÇÃO!

  30. O senado tem por obrigação aprovar a referida proposta, pois ela se faz necessaria para qualificarmos a educação basica em nosso país.

  31. preciso saber com urgência se esta Lei foi aprovada e a partir de quando começa a valer, para poder criar uma comissão e ir até a escola fazer jus a Lei.

  32. POR FAVOR APROVE ESSA LEI LOGO.POIS AQUI NA NOSSA ESCOLA E.E.DR TRISTAO DA CUNHA DA CIDADE DE PESCADOR M.G, ESTÁ FECHANDO SALAS PARA FICAR COM MAIS DE 40 ALUNOS NAS SALAS.E SÃO ALUNOS DO SEXTO ANO FUNDAMENTAL,SETIMO ANO.SEGUNDO ANO DO ENSINO MEDIO TBM TEM 45 ALUNOS OU MAIS,ISSO É UM ABSURDO.ACHO QUE O GOVERNO QUER QUE OS ALUNOS SENTEM UM NO COLO DO OUTRO.AQUI TBM TEM OS TERCEIROS ANOS COM MAIS DE 46 ALUNOS.E TEM SALAS VAZIAS QUE PODERIAM DIVIDIR AS TURMAS ,COM ISSO O RENDIMENTO DOS ALUNOS SERIAM MELHORES……..

  33. Já era tempom de termos uma legislação mais rígida a vigorar nas escolas independentemente de se municipal, estadual ou privada. No caso das escolas privadas tem que ter um controle mais rigoroso, para que não prevaleça a esploração e o lucro. Já fazemos a nossa parte de aliviar o estado e o municipio de mantermos nossos filhos em escola particular, agora cabe ao dirigente do pais fazer a sua parte, ou seja, mais envolvimento, responsabilidade e controle.
    Esta superlotação nas salas de aula não funciona para nem um dos lados. Minha filha está numa escola particular, enorme, em BH, onde fizeram somente 3 salas de 4ª série no período da tarde com 36 alunos mais ou menos cada. Ora, se tiramos umas 9 crianças de cada sala ou 8, sairia outra classe de 4ª Série e sem ônus nenhum para a escola. Uma vez que a escola é enorme e tem em média 3.000 alunos pagantes. E ainda resta o espaço físico das salas, que não são adequados para esta quantidade de crianças.
    Mas preciso saber com urgência se esta Lei foi aprovada e a partir de quando começa a valer, para poder criar uma comissão e ir até a escola fazer jus a Lei.

  34. Os sindicatos junto com os professores devem cobrar a imediata aprovação deste projeto. Cobre do seu senador urgência na votação.

  35. Acho extremamente importante esta adequação. Esta superlotação nas salas de aula não funciona para nem um dos lados. Minha filha está numa escola particular, enorme, em BH, onde fizeram somente 3 salas de 4ª série no período da tarde com 36 alunos mais ou menos cada. Ora, se tiramos umas 9 crianças de cada sala ou 8, sairia outra classe de 4ª Série e sem ônus nenhum para a escola. Uma vez que a escola é enorme e tem em média 3.000 alunos pagantes. E ainda resta o espaço físico das salas, que não são adequados para esta quantidade de crianças.
    Mas preciso saber com urgência se esta Lei foi aprovada e a partir de quando começa a valer, para poder criar uma comissão e ir até a escola fazer jus a Lei.

  36. Sem dúvida esta será uma vitória do magistério . A família e a sociedade perdeu o controle de seus filhos , esta tarefa está sendo colocada nas costas do professor. Por incrível que pareça aqueles 35 alunos por sala de aula no ensino fundamental já me parece exessivo em face da natureza dos problemas que os jóvens dos dias de hoje trazem. Alcoolismo , drogas , pobreza , desajuste familiar , abuso sexual , homosexualismo , violência domestica , transtornos mentais e emocionais , toda a sorete de problemas cognitivos . A cabeça do jóvem dos dias de hoje exige muito mais atenção do que aqukles jóvens de de décados passadas e a coisa está piorando.
    Recentimente foi lançado um livro PROFESSOR REFEN , dentre outras coisas está constatado na obra que a maior dificuldade do professor é a manutenção da disciplina em sala de aulas.
    Sim , o projeto chega com muito atrazo , porém , é bem vindo. Ora , por que os sistemas têm três anos para se adaptar a algo tão simples? Um ano é o suficiente.

  37. Sou professora e estou sendo obrigada a dá aula no 1º ano da educação basica em uma sala com 35 crianças, com um detalhe se falr algo sou colocada nos priores locais da cidade sem direito algum. O SINDICATO aqui nada fazzzzzzzzzzzz N.S. das Dores-SE

  38. Certamente este é um projeto excelente e uma proposta louvável. A superlotação das salas de aula é desgastante para o professor e maléfica para o aluno sem sombra de dúvidas. Trinta e cinco alunos por turma, se aprovado pelo senado, já é uma conquista significativa. Vamos continuar reinvindicando pra ver se conseguimos, afinal nós merecemos esta vitória!

  39. Gente, sou professor de matemática ensino fundamental e médio, só os professores sabem o tanto que ficam indignados com uma sala com mais de 30 alunos. Aulas de qualidade para alunos de 6ª a 9ª séries e de primeiro ano do curso médio, ficam impraticáveis para salas com mais de 30 alunos e pior ainda se for sala com profundidade superior a 7 metros.
    Vejam a distribuição de números de alunos por salas em vários paises:
    ANTONIO CARLOS DE SOUZA disse:
    23/03/2011 às 10:24

    Tanto se fala em melhorar a nossa educação, mas quando é chegado o momento para as definições práticas o que vemos é uma morosidade sem fim. É sabido e lógico que quanto menos alunos por sala a aprendizagem é bem melhor e as condições de trabalho do professor também. Vejamos alguns exemplos no mundo quanto à quantidade máxima de alunos por sala de aula no ensino fundamental: Cuba 20; Canadá 25; Espanha 25; Noruega 25; Inglaterra 25; Dinamarca 28; Alemanha 30; Estados Unidos 30; Finlândia 30; França 30; Japão 30 e Portugal 30.
    (http://pagina20.uol.com.br/1janeiro20003/site/18012003/colunas/estilo.htm)
    Que nossos governadoress e prefeitos já que pagam mal aos professores, pelo menos que fiquem atentos ao layout das salas de aulas a serem construidas e adaptação das escolas antigas já existentes. Que nossos deputados possam pressionar mais ainda por tal providência. Caso contrário jamais teremos um ensino ao menos razoável.

  40. André Luiz, faço das suas brilhantes palavras a minha inspiração, me desculpe,elas são diretas JÁ É óbvio que uma lei dessas vai contribuir muito com o nível educacional. É lógico que governos como o do Estado do RJ vão odiar uma lei dessas, pois para eles a educação só se concretiza na “parceria” com empresas privadas, envolvendo somas absurdas em projetos de terceirização, aluguel de equipamentos, tecnologia educacional, etc.
    Quando há um projeto de lei realmente benéfico a educação (e ao professor), é importante, também, a FISCALIZAÇÃO RIGOROSA quanto a sua aplicação. Quando a lei é maléfica ao professor, ninguém precisa fiscalizar (o Estado e seus obedece quem tem juízo já a aplicam com toda a pompa), mas quando a lei é favorável (como a destinação de 1/3 da carga horária para o planejamento de aulas e a limitação de alunos nas salas de aula), não basta o trabalho legislativo. É necessário compromissos da sociedade como um todo para que isso exista de fato e não apenas na letra morta da lei! .

  41. Veja como seria o limite de alunos por sala/série:

    – Crianças até um ano de idade: máximo de cinco alunos por professor
    – Crianças de um a dois anos: máximo de oito alunos por professor
    – Crianças de dois a três anos: máximo de treze alunos por professor
    – Crianças de três a quatro anos: máximo de quinze alunos por professor
    – Crianças de quatro a cinco anos: máximo de vinte alunos por professor
    – Nos cinco primeiros anos do Ensino Fundamental: máximo de 25 alunos por professor
    – Nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio: máximo de 35 alunos por professor

    Leia o projeto na íntegra

    Compartilhar
    Tags:
    Comentários

  42. Gostaria de saber se esta lei já foi sancionada pois fico com 23 crianças(3-4 anos) sozinhas de 11,30h até 16,30h e depois vem mais 15 a 20 para eu ficar no horario da saída e gostaria de fazer uma denuncia e me respaldar nessa lei.Já esta em vigor? Vou fazer uma denuncia para a promotoria da infancia e juventude com o descaso da educação em São José dos Pinhais -PR urgente!!!!!

  43. Enfrentar uma sala de aula com 40 e 50 alunos é manter o ideal que a educação é somente transmissão de conhecimento, pois na realidade é a única coisa que se dá para fazer, jogar matéria, acreditos que esse projeto venha elabora um dinâmica mesmo que não ideal mais de certa forma limitadora destas correntes de super lotação das salas de aula.

  44. Apesar deste fato ocorrer por muito tempo em nossas salas de aula, e ter gerado uma série de problemas não só nos alunos mas também nos professores, finalmente deram atenção a tal fato. Ainda não exerço a docencia em uma sala de aula numa escola, mas administro aulas numa classe multiseriada em minha casa e sempre me preocupo com o número de alunos, pois uma vez tive que atender a uma quantidade que me fugiu a regra e era claro que naquele dia a aula não foi tão assimilada por eles quanto nos outros dias, e para mim foi uma experiência ruim, pois me senti esgotada e com um sentimento de que fiz um trabalho em vão porque é percebível que o rendimento deles não é o mesmo. Bem com esta decisão estamos no início de uma conquista. Parabéns, Jorginho Maluly, penso que não devemos desistir da luta por uma educação digna e de qualidade para todos. Vania Ramos – Rio de Janeiro – Rj

  45. É óbvio que uma lei dessas vai contribuir muito com o nível educacional. É lógico que governos como o do Estado do RJ vão odiar uma lei dessas, pois para eles a educação só se concretiza na “parceria” com empresas privadas, envolvendo somas absurdas em projetos de terceirização, aluguel de equipamentos, tecnologia educacional, etc.
    Quando há um projeto de lei realmente benéfico a educação (e ao professor), é importante, também, a FISCALIZAÇÃO RIGOROSA quanto a sua aplicação. Quando a lei é maléfica ao professor, ninguém precisa fiscalizar (o Estado e seus puxa-sacos já a aplicam com toda a pompa), mas quando a lei é favorável (como a destinação de 1/3 da carga horária para o planejamento de aulas e a limitação de alunos nas salas de aula), não basta o trabalho legislativo. É necessário compromissos da sociedade como um todo para que isso exista de fato e não apenas na letra morta da lei!

  46. Eu sou totalmente contra salas super lotadas, isso prejudica a criança e tb o professor, fora que muitas escolas particulares apoiam a ideia de lotar as salas, para ganhar mais dinheiro. A qualidade de ensino neste pais ja não e la aquelas coisa. Imagine uma sala com 35 alunos. Nos pais temos que trabalhar o dobro para pagar depois aula de apoio, sem falar no salario de um professor que não compensa este sacrificio desnecessario. Fica aqui um grande e carinhoso abraço para aqueles professores que amam a profissão, so assim o Brasil vai pra frente, tendo amor a sua profissão, e respeito as nossas crianças.

  47. Quem é um professor engajado, que quer ver mudanças na educação, sabe da importância de tal projeto. Nós, professores, não podemos levar a culpa pela falta de qualidade do ensino público. Damos aulas para turmas lotadas, com alunos que desrespeitam o professor, xingam em sala, brigam entre si e que apresentam baixo rendimento escolar. Com um número limitado de alunos, será menos difícil controlar essa situação e tornar as aulas mais agradáveis, tornando mais acessíveis a realização de projetos. Apesar de, dentro do perfil citado, ainda ser grande uma turma com 35 alunos. Mas, é confortante saber que já se tramita lei sobre limite de alunos numa sala de aula.

  48. Espero que vá adiante ! Nós professores sabemos como é difícil trabalharmos sem ajudantes nas séries iniciais com turmas enormes .São crianças , requerem cuidados e atenção contínua. Se houver alunos com TDAH então , Meu Deus ! É desgastante !
    Marta Fernanda , São Gonçalo- Rio de Janeiro .

  49. Bem..aqui em minha cidade, Joinville-Sc não é isso que acontece.
    Nossas escolas estão com as salas super lotadas, para se ter um exemplo, turmas do SEGUNDO ANO, antiga Primeira série, as salas estão com 35 alunos. Uma verdadeira vergonha.
    Como ter qualidade no ensino com esta super lotação????
    Precisamos lutar para esta aprovação, urgente!!!!

  50. Olá,amigos da revistapontocom

    Que felicidade um espaço para demonstrar meu total apoio a essa lei. Sou professora estadual e lecionoa numa escola particular ensino fundamental II. Concordo que claro se você tiver o “azar” de receber 25 ou 35 “da pá virada” como eu disse é muito “azar” mas considero muito mais viável se “dar conta” de um grupo menor e poder prestar um serviço de melhor qualidade.

  51. Tanto se fala em melhorar a nossa educação, mas quando é chegado o momento para as definições práticas o que vemos é uma morosidade sem fim. É sabido e lógico que quanto menos alunos por sala a aprendizagem é bem melhor e as condições de trabalho do professor também. Vejamos alguns exemplos no mundo quanto à quantidade máxima de alunos por sala de aula no ensino fundamental: Cuba 20; Canadá 25; Espanha 25; Noruega 25; Inglaterra 25; Dinamarca 28; Alemanha 30; Estados Unidos 30; Finlândia 30; França 30; Japão 30 e Portugal 30.
    (http://pagina20.uol.com.br/1janeiro20003/site/18012003/colunas/estilo.htm)

  52. continua absurda, aquantidade de alunos por sala. Como pode uma pessoa cuidar de 5 bebês;que não anda , não fala, não come sozinha? Faça o teste veja se consegue! EU SEI QUE ESSE É o MAXIMO, mas é obvio que não vão deixar por menos.

  53. Concordo com Marta, 35 ainda é muito, mas como outros já disseram, já é um começo!!!
    Trabalho em uma escola particular, como professora de matemática, e tenho turmas de 6º ano com 37 e 38 alunos. fazer um trabalho diferenciado, que atenda às diferentes necessidades de meus alunos, não é nem um pouco fácil!!!

  54. Acho que trinta e cinco ainda é muito aluno para cada professor com tanta diferenças que temos nas salas de aula!!!

  55. Esta mais do que na hora de mudar… É evidente que numa sala de aula com menos alunos o redimento é outro. Parabéns ao deputado Jorginho , que faça valer realmente essa lei.

  56. Feliz de vcs professores com 35 alunos em uma sala . Eu sou professora de uma escola no Paraná e já cheguei a ter 60 alunos do ensino médio em uma sala de aula. Detalhe, o espaço físico devia conter uns 35 no máximo. A sala se tornou intransitável, as provas eram um festival de cópia e eu não podia virar de costa para a turma pois a carteira dos alunos nas primeiras fileiras ficavam a 15 cm de distancia. Mas isso é a educação de qualidade do Paraná. De todas as coisas que fiz naquela sala durante o ano a única que não aconteceu foi dar aula.

  57. Gostaria de saber se esse projeto já foi aprovado, meu filho de 7 anos está no segundo ano e na turma dele tem cerca de 36 crianças. Sendo uma com necessidades especiais.
    Obrigada.

  58. Parabens Deputado pelo projeto , porque do jeito que esta não ha condiçoes de se aprender. Tem escola que para ganhar dinheiro com educação colocam ate 60 alunos por sala. Esse projeto pelo o tempo ja era esta sancionado, para termos uma boa educação.

    Atenciosamente,

  59. Gostaria de saber qual o andamento desta votação. Meu filho estuda em escola privada na cidade de São Paulo (Colégio Albert Sabin) que parece acreditar ser compatível “qualidade de ensino” com salas de ensino fundamental com 40 alunos!

  60. Gostaria de saber o que aconteceu com o projeto de lei n 597,de 2007, do Deputado Jorginho Maluly no Senado.

  61. Seria interessante que esta Lei fosse aprovada com urgencia, pois os anos vão passando e os profissionais sofrendo com o número de alunos em excesso nas classes. Este projeto Lei foi elaborado em 2007, tempo suficiente para analize e aprovação da mesma.

  62. Gostaria de saber como esta o andamento do projeto de lei n 597,de 2007, do Deputado Jorginho Maluly no Senado.

  63. Sou professora na cidade de Parnamim/RN. Minha turma é um 4 ano q tem 35 alunos, acho um absurdo esta quantia, em todos os sentidos… E o pior é que a própria Secretaria de Educação do município DETERMINA q tem q ser este número ou até mais. Ôh mundinho cruel c/ os professores… é por isso e por tantas outras coisas q a Educação Pública do nosso País “anda” a passos d tartaruga, ou será q anda??? ôh vida…

  64. É isso aí, Deputado, vamos limitar a quantidade de alunos por sala,respeitando também o metro-quadrado, poís algumas salas tém 25 alunos, e só cabem 15. Soe Professor do municipal do Recife, 2ª série, tenho uma turma com 38 alunos 4 “ditos especiais”, e além disso condições mínimas de trabalho, que educação de qualidade é essa?

  65. Mais do que oportuno o projeto é decisivo para a melhora da educação, no Brasil. Cabe a nós todos, a tribo da educação, pressionar por sua aprovação, agora no senado. A revistapontocom poderia nos ajudar dando os caminhos para uma ação mais organizada e efetiva, concordam?

  66. parabéns pelo projeto deputado. Sou profeessora e, este ano estou com turmas de 4ª série com 36 alunos , sendo 4 portadores de deficiencias diferentes e esta sendo muito complicado para mim dar aulas e para os alunos obterem aprendizagem.quero saber se ja foi sansionada e se posso questionar na secretaria do meu municipio essa regulamentação. desde já muito obrigada por pensar no professor

  67. Já é tempo de vigorar este projeto. Sou professora de escola pública. Ensino português, literatura, artes e espanhol. Já ensinei turmas de 8ª série com 49 alunos, inviavél, sofremos muito, pois é claro que há um desgaste fora do comum, e a aprendizagem fica a desejar por mais que queiramos, o rendimento cai. Parabéns Jorginho Maluly, espero que seja aprovada e sancionada o quanto antes, é sinal que devemos acreditar numa educação de qualidade, e mais dignidade para nossos alunos e nossos educadores, é um pequeno passo, mas já é algo. Lygia Rejane- Fortaleza- Ce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *