(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Uma maré de livros para os jovens

seja o primeiro a comentar
06ago

Com lotação esgotada para a visitação escolar, a XV Bienal do Livro Rio parece que vai bater todos os recordes anteriores de visitantes.  A expectativa é receber 600 mil pessoas. E, como de praxe, boa parte é composta por crianças e jovens. Para este público, cada vez mais exigente e interativo, não faltam atrações. A principal delas chama-se Maré de Livros. O projeto, assinado por João Alegria, gerente de programação do Canal Futura, tem o objetivo de contribuir para a formação de jovens leitores.

A proposta conceitual parte do pressuposto que o contato direto e intenso com os livros e as demais formas contemporâneas de apresentação das narrativas é capaz de despertar nas crianças e nos adolescentes o interesse pela leitura, pelas múltiplas leituras, reforçando a formação de hábitos relativos às competências da leitura e da escrita.

Maré de Livros propõe ao visitante uma imersão no mar infinito das letras que povoam a imaginação, levando o público à diferentes expressões do código escrito e ao exercício de decodificar a grafia. A ideia é fazer com que crianças e adolescentes entendam e se apropriam das diferentes possibilidades narrativas, possibilitando que cada um deles se torne um autor ou co-autor durante sua visita à Bienal.

O espaço é organizado em três seções, cada uma delas opta por explorar uma maneira específica de ter acesso ao livro e às narrativas, no conjunto se complementam como uma experiência de imersão. Os visitantes acessam o espaço por duas entradas frontais e são conduzidos por “fios de história” em diferentes registros textuais: fios que vão se entrelaçando e conduzindo as crianças e adolescentes por um caminho de livros que podem ser consultados e lidos no local.

A seguir os visitantes mergulham no aquário central. Esse segundo dispositivo explora a representação de imagens gráficas em pixel art, criando quatro grandes painéis interativos que simulam o ambiente subaquático dessa maré de letras. São painéis com interatividade múltipla, ao serem tocados em determinados pontos, surpreendem o visitante com recursos de interatividade relacionados à leitura e às narrativas.

Depois a criançada interage com as mesas icônicas, no final do trajeto. Também preparadas para múltipla utilização, essas mesas são uma invenção bem humorada que propõe a crianças e adolescentes transformar emoticons em texto regular. Neste último espaço, individual ou coletivamente, os visitantes podem criar suas próprias narrativas breves, utilizando para isso um teclado de emoticons que escreve textos segundo a norma culta.

Trilha sonora

A sonoridade é um componente importante da “Maré de Livros” e contribui para a experiência de imersão aqui proposta. Todo o ambiente será sonorizado com uma trilha sonora que resulta da mixagem de sons de diferentes segmentos das narrativas que podem ser encontradas na “Maré de Livros”, o som do mar e efeitos. A esse som de fundo vão se somar os sons específicos de cada tecla da mesa icônica ou dos objetos de interatividade dos painéis do aquário, dando maior dinâmica e um clima de mar a toda a visitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.