Animação brasileira chega às telas

A animação brasileira “Tito e os pássaros”, que já foi exibida em mais de 80 festivais pelo mundo, chega às telonas do Brasil com técnicas mistas de referência estética expressionista.

Tito é um menino tímido de 10 anos que vive com sua mãe. De repente, uma estranha epidemia começa a se espalhar, fazendo com que pessoas fiquem doentes quando se assustam. Ele descobre que a cura está relacionada a uma pesquisa feita por seu pai ausente, de sua vida, sobre o canto dos pássaros. O garotinho, então, embarca numa jornada com seus amigos para salvar o mundo da epidemia. A busca de Tito pelo antídoto se torna uma jornada para encontrar seu pai e sua própria identidade.

“Tito e os pássaros” já foi indicado ao Annie Awards, como melhor animação independente. Além disso, a animação nacional é pré-indicada ao Oscar de animação 2019 e ganhou como melhor longa de animação no Festival do Novo Cinema Latino-Americano, de Havana. O filme também venceu o Anima Mundi 2018 com o prêmio de melhor longa infantil e foi selecionado para a mostra competitiva de Annecy, assim como para o Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF).

Dirigido por  Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar, a animação foge das arestas arredondadas e da computação gráfica exagerada. A trilha sonora é de Ruben Feffer e Gustavo Kurlat e entre o elenco de vozes da animação estão Denise Fraga, Matheus Nachtergaele e Mateus Solano.