(21) 2220-3300
New here? Register. ×

Trabalho & Educação

seja o primeiro a comentar
Publicado em Destaques, Educação
05maio

Por Eveline Andrade Dias
Professora da Educação Básica
Escola Pública Elias Fausto – São Paulo

“Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública”, disse Anísio Teixeira em seu livro Educação para a Democracia, de 1936.

Hoje, mais de oitenta anos, fico a pensar no que diria Anísio. Não posso saber. Mas, posso dizer que a escola pública hoje existe e faz o “quase impossível”, tira leite de pedra. É preciso reconhecer esse esforço, mas, AGIR para superar essa realidade de exceção que desperdiça pessoas diariamente, na mesma medida que impossibilita, a uma outra grande maioria, a chance de “chegar a ser”. Maiorias que nascem e morrem subjugadas e destinadas ao fracasso da própria vida para manutenção de uma vida minoritária privilegiada, consciente desta lógica ou não.

São os PROFESSORES, nós professores da escola pública, que semeiam e cultivam em seus microuniversos, a esperança de existir, de florescer, e quiçá frutificar, mesmo em meio a um deserto de estrutura, de CONDIÇÃO, de RECONHECIMENTO, de CONSIDERAÇÃO. Hoje, no dia do trabalhador, eu, que sempre faço questão de externar a alegria e a grandeza do nosso ofício, quero somente dizer desta DOR DESÉRTICA a que somos submetidos. Mas, calma. Não se apresse ao costumeiro julgamento. Aquiete. Leia. Perceba.

 Consciente dessa dor, vejo com nitidez a origem da sua causa. Origem desenhada na ausência de alcance efetivo do nosso trabalho, do alcance de uma educação que liberta, não aprisiona, evidência maior de que esse fracasso não é acaso, é projeto. Exatamente por isso, nosso trabalho não é DESISTÊNCIA. É RESISTÊNCIA no enfrentamento ao combate desse projeto inadequado, velho, estúpido, falido, porém, ainda vivo em nosso desigual Brasil.

Por conta do Dia do trabalhador, eu professora da Escola Pública digo a esse deserto que nos remetem: não nos derrotarão. Presente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *